terça-feira, 3 de maio de 2011

COMO ACONTECE NOSSA EVOLUÇÃO? - visão espírita




Deus criou o Universo. Dentro desse Universo há vários mundos. Estes mundos são criados gradativamente juntamente com seus habitantes. Muitos planetas foram criados antes do nosso planeta Terra. Assim como outros ainda serão criados. Portanto, outros Espíritos evoluíram antes de nós. Um desses Espíritos é Jesus. Ele evoluiu em outro planeta antes do nosso ser criado. Quando Ele estava muito evoluído, Deus o incumbiu de acompanhar o nascimento e desenvolvimento do planeta Terra.
Nosso planeta teve sua origem há mais ou menos 4,5 bilhões de anos e tudo era uma massa incandescente não possibilitando haver vida.
No decorrer de milhões de anos, a massa incandescente foi esfriando e foram se formando os elementos que existem hoje em nosso planeta: o ar, a água, as rochas, o solo, as plantas, os animais e o homem.
A vida apareceu há mais ou menos 3,5 bilhões de anos, portanto, um bilhão de anos após o início da formação da Terra. Afirma-se que a primeira forma de vida surgiu na água sob forma de seres minúsculos extremamente simples. Estes foram se tornando cada vez mais complexos e deram origem às células, depois às plantas e aos animais invertebrados que habitavam o mar. Mais tarde, a vida se fixou sobre a terra firme e depois no ar.
É fantástica a marcha de surgimento de diferentes formas de vida sobre a Terra: microrganismos, plantas, peixes, répteis, aves, mamíferos.
Ao longo de muito tempo, os seres sofreram transformações sucessivas, dando origem a várias espécies. Esse processo chama-se EVOLUÇÃO.
Mas, após os répteis, surgem os animais horrendos das eras primitivas, os dinossauros. Emmanuel, no livro A Caminho da Luz disse que a Natureza tornou-se uma grande oficina de ensaios monstruosos. Os trabalhadores do Cristo analisaram a combinação prodigiosa dos complexos celulares, cuja formação eles próprios haviam delineado, então, aperfeiçoaram a máquina celular no limite possível em face das leis físicas do globo. Foi então que eles desapareceram para sempre da fauna terrestre.
Os primeiros seres humanos surgiram sobre a Terra há aproximadamente 3 milhões de anos. Parece muito, mas não é, se considerarmos que a vida no planeta tem mais de 3 bilhões de anos.
Nós espíritas concordamos com a teoria de Charles Darwin, mas ele deteve-se na evolução da forma física e Kardec deu continuidade mostrando que o corpo evolui conforme a evolução espiritual através da reencarnação.
De acordo com o Gênesis (o primeiro livro bíblico), o mundo, os animais e o homem foram criados diretamente por Deus durante uma semana.
Essa descrição é de uns 3 mil anos atrás, época em que o homem não tinha os conhecimentos científicos de hoje.
Atualmente, a narrativa da criação do mundo seria bem diferente. Mas num ponto ela continuará igual: Deus é o criador de tudo o que existe.
Tudo começa pelo átomo; do átomo passamos a ser um mineral; do mineral passamos a ser um vegetal; do vegetal passamos a ser um animal; do animal passamos a seres humanos; e enfim, de seres humanos passaremos a arcanjos. Por milênios e milênios de evolução experimentamos graus inferiores até conquistarmos a inteligência. Entre o irracional e o homem, há longos caminhos a percorrer.
Não fomos criados todos ao mesmo tempo, porque Deus cria incessantemente, por isso é natural que encontremos Espíritos, encarnados e desencarnados em graus de evolução diferentes.
Quando um cachorro, por exemplo, der sinal de inteligência, não continuará mais aqui na Terra, que não lhe oferecerá condições; ao desencarnar o Espírito desse cachorro irá para mundos em começo de evolução. Após cachorro, reencarnará no corpo de um primata aprendendo a andar de pé, a usar as mãos. Depois reencarnará num planeta primitivo, cujos moradores são espíritos que moram em cavernas. E assim, evoluirá com o planeta, assim como ocorreu com nós. Fomos moradores das cavernas, desencarnamos e aprendemos no plano espiritual alguma coisa; reencarnamos e voltamos melhor, com mais conhecimento; desencarnamos e encarnamos várias vezes até sairmos da caverna e nos tornarmos seres mais evoluídos, buscando cada vez mais o crescimento espiritual. Nosso planeta já foi um mundo primitivo e está passando de provas e expiações para regeneração. Enquanto isso, outros mundos estão sendo criados e com ele passando por todo processo de evolução deles e dos seres que nele aparecerem.
Cada planeta é habitado por Espíritos com grau evolutivo correspondente ao planeta.
Allan Kardec classifica os planetas em:

1) Primitivos: onde os espíritos realizam suas primeiras encarnações.

2) De provas e de Expiações: onde predomina o mal, porque há muita ignorância; aí, as pessoas sofrem as conseqüências dos erros praticados (expiação) ou passa por experiências, testes, testemunhos (provas). A Terra é um mundo assim.

3) De Regeneração: neles não há mais a expiação, mas ainda há provas pelas quais o espírito tem de passar para consolidar as conquistas evolutivas que fez e desenvolver-se mais. São mundos de transição entre os mundos de expiação e os que vêm a seguir.

4) Ditosos ou Felizes: nestes mundos predomina o bem, porque seus moradores são espíritos mais evoluídos; há muito bem-estar e progresso geral.

5) Divinos ou Celestes: onde o bem sem qualquer mistura e a felicidade é absoluta, como obra sublime dos seus moradores: os puros espíritos.

Compilação de Rudymara retirados dos livros "A Gênese" de Kardec; "O Evangelho segundo o Espiritismo"; "A Caminho da luz" de Emmanuel; "Espiritismo, uma nova era" de Richard Simonetti.












 

10 comentários:

  1. Muito instrutivo e interessante. Um resumo conciso sobre a evolução planetária. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Se ainda somos cachorro não somos ainda "Espirito" formados e completo, somos apenas um principio inteligente;
    Se já somos cachorro que é um animal domestico não podemos e nem precisamos retroagir na nosso evolução reencarnando como primata que é uma animal ainda selvagem e no lar como animal domestico podemos aprender como usar as patas como mãos e a ficar em pé como gente. Pois nem os cachorros e nem os primatas ficam ainda em pé definitivamente. Não entendi o treecho e por favor me explique melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Que confusão sua interpretação.Nós fomos evoluindo a cada encarnação. Já passamos pelo reino animal, mas não sabemos que animais fomos. Colocamos o cachorro para ilustrar, até chegarmos ao último estágio animal que foram os primatas. Depois dos primatas passamos ao reino "hominal", ou seja, dos seres humanos. Daí fomos os habitantes das cavernas até chegarmos onde estamos. Nós acreditamos na evolução do Espírito, portanto ninguém retroage. É um processo "evolutivo" e não "retroativo"......ok?....abraço

      Excluir
  3. Gostaria de que voce fizesse uma abordagem do seguinte trecho da carta de Sao Paulo aos Hebreus: Hb 9,27, em que fala "Como está determinado que os homens morram uma só vez, e logo em seguida vem o juízo". Gostaria de subsidios para explicar a algumas pessoas. Obrigado. Adailton Mendes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá....já fizemos esta abordagem.....está no post do mês passado (outubro)......escreva para nós e mandarei apostilas com textos do blog prá vc......tudo gratuito, via e-mail.....ok?.......grupoallankardec@gmail.com abraço

      Excluir
  4. É isso aí mesmo...
    Nascer, morrer, renascer e evoluir sempre, tal é a lei...

    ResponderExcluir
  5. É isso aí mesmo...
    Nascer, morrer, renascer e progredir sempre, tal é a Lei.

    ResponderExcluir
  6. Jose Pereira11/3/13 14:52

    Para os portugueses é preciso ter em atenção que as datas no texto estão no sistema americano. Pelo que por exemplo: 4.5 bilhões de anos para nós significam 4.5 mil milhões de anos.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo5/9/13 12:29

    eu achei bem interessante

    ResponderExcluir
  8. Espetáculo de explicação, adorando todo esse conhecimento.......

    ResponderExcluir