sábado, 4 de outubro de 2014

O CAMINHO É SÓ ATRAVÉS DE JESUS?

Foto: <3 "EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. NINGUÉM VEM AO PAI SE NÃO FOR POR MIM."    (João 14:6) <3 

O caminho é só através de Jesus?
Primeiro vamos explicar quem é Jesus para nós espíritas.
Nós acreditamos que Jesus evoluiu como qualquer outra pessoa, mas em outro planeta.
E, quando ele alcançou o patamar de Espírito puro, Deus o incumbiu de ser o Governador do nosso planeta. Ele, então, participou da formação de tudo.
E, muitos séculos antes de sua vinda, Jesus destinou outros Espíritos, embaixadores de sua sabedoria e misericórdia para ensinar a Regra Áurea: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” Por isso encontramos ensinamentos parecidos com os de Jesus antes mesmo dele vir à Terra. Veja alguns exemplos:
* Diziam os gregos: “Não façais ao próximo o que se vos faça.”
* Afirmavam os persas: “Fazei como quereis que se vos faça.”
* Declaravam os chineses: “O que não desejais para vós, não façais a outrem.”
* Recomendavam os egípcios: “Deixai passar aquele que fez aos outros o que desejava para si.”
* Doutrinavam os hebreus: “O que não quiserdes para vós, não desejeis para o próximo.”
* Insistiam os romanos: “A lei gravada nos corações humanos é amar os membros da sociedade como a si mesmo.”
Mas, apesar dos povos receberem a lei de ouro do Cristo, os profetas, administradores, juízes e filósofos procederam, muitas vezes, de maneira diferente da que pregavam. Então, Jesus precisou nascer entre nós. E, desde a infância viveu indiferente à sua própria felicidade, pois seus sonhos e ideais só objetivavam a felicidade alheia. Além de ensinar exemplificou, não com virtudes parciais, mas em plenitude de trabalho, abnegação e amor, nas praças públicas, revelando-se aos olhos da Humanidade inteira. Ele veio nos mostrar o caminho da “salvação”. E só através da vivência de seus ensinamentos estaremos "salvos" ou "livres" do mal que ainda se encontra dentro de muitos de nós. E estes ensinamentos estão dentro de todas as religiões. Quando uma religião, seja ela qual for, estiver despertando o bem dentro do coração de seus fiéis, ela estará mostrando o caminho que nos levará ao Pai, como disse Jesus. Então, o caminho não é "a pessoa Jesus", mas a vivência dos ensinamentos dele que estão em toda parte. E é assim, que Ele aguarda que surja o homem novo (citado por Paulo de Tarso), a partir do homem velho (que somos nós). 
Respeitamos os que escolheram outros iluminados como instrutores espirituais: Buda, Maomé, Confúcio, Zoroastro, Moisés, etc., mas, acreditamos que todos eles foram trabalhadores de Jesus enviados por Ele.
Por isso, Jesus é para o espírita “o tipo mais perfeito que Deus ofereceu ao homem, para lhe servir de guia e de modelo.”

Rudymara
 
EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. NINGUÉM VEM AO PAI SE NÃO FOR POR MIM." (João 14:6)


Primeiro vamos explicar quem é Jesus para nós espíritas.
Nós acreditamos que Jesus evoluiu como qualquer outra pessoa, mas em outro planeta.
E, quando ele alcançou o patamar de Espírito puro, Deus o incumbiu de ser o Governador do nosso planeta. Ele, então, participou da formação de tudo.
E, muitos séculos antes de sua vinda, Jesus destinou outros Espíritos, embaixadores de sua sabedoria e misericórdia para ensinar a Regra Áurea: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” Por isso encontramos ensinamentos parecidos com os de Jesus antes mesmo dele vir à Terra. Veja alguns exemplos:

* Diziam os gregos: “Não façais ao próximo o que se vos faça.”
* Afirmavam os persas: “Fazei como quereis que se vos faça.”
* Declaravam os chineses: “O que não desejais para vós, não façais a outrem.”
* Recomendavam os egípcios: “Deixai passar aquele que fez aos outros o que desejava para si.”
* Doutrinavam os hebreus: “O que não quiserdes para vós, não desejeis para o próximo.”
* Insistiam os romanos: “A lei gravada nos corações humanos é amar os membros da sociedade como a si mesmo.”

Mas, apesar dos povos receberem a lei de ouro do Cristo, os profetas, administradores, juízes e filósofos procederam, muitas vezes, de maneira diferente da que pregavam. Então, Jesus precisou nascer entre nós. E, desde a infância viveu indiferente à sua própria felicidade, pois seus sonhos e ideais só objetivavam a felicidade alheia. Além de ensinar exemplificou, não com virtudes parciais, mas em plenitude de trabalho, abnegação e amor, nas praças públicas, revelando-se aos olhos da Humanidade inteira. Ele veio nos mostrar o caminho da “salvação”. E só através da vivência de seus ensinamentos estaremos "salvos" ou "livres" do mal que ainda se encontra dentro de muitos de nós. E estes ensinamentos estão dentro de todas as religiões. Quando uma religião, seja ela qual for, estiver despertando o bem dentro do coração de seus fiéis, ela estará mostrando o caminho que nos levará ao Pai, como disse Jesus. Então, o caminho não é "a pessoa Jesus", mas a vivência dos ensinamentos dele que estão em toda parte. E é assim, que Ele aguarda que surja o homem novo (citado por Paulo de Tarso), a partir do homem velho (que somos nós).
Respeitamos os que escolheram outros iluminados como instrutores espirituais: Buda, Maomé, Confúcio, Zoroastro, Moisés, etc., mas, acreditamos que todos eles foram trabalhadores de Jesus enviados por Ele.
Por isso, Jesus é para o espírita “o tipo mais perfeito que Deus ofereceu ao homem, para lhe servir de guia e de modelo.”
 


 
Rudymara
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário