sábado, 24 de outubro de 2015

O QUE É SER UM MAU ESPÍRITA?

 
 
O que é ser um mau espírita? É trazer para a casa espírita "modismos" que não condizem com a doutrina. É ser frequentador sem ser colaborador. É ter fé sem obras. Enfim, é não buscar aprender o que a doutrina ensina e não se esforçar para seguir o que aprendeu.
 
Rudymara
 
 
 
 

AINDA PRECISAMOS SER SINALIZADOS

 
 
Ainda precisamos ser sinalizados pelas leis dos homens. Mesmo com elas, muitos de nós as burlamos, desobedecemos e, consequentemente, prejudicamos as pessoas. Mas, tem coisa que não está na lei mas que precisamos ter o bom senso de não invadir o espaço ou direito do outro. Por exemplo: Nós temos direito de ouvir som alto, mas o próximo tem direito de não querer ouvir. Então, devemos ouvir nossa música sem querer impor nossa música ao próximo. Quando aprendermos a nos colocar no lugar do outro, começaremos a agir segundo nossa consciência, sem que tenhamos que ser guiados por uma lei humana.
 
 
Rudymara

TODOS PODEMOS AJUDAR

 
 
Todos podemos ajudar alguém de alguma forma. Muitos sofrem, desencarnam, instituições sérias que ajudam muitas pessoas fecham, porque "alguém" deixou de ajudar. Os ensinamentos de Jesus pedem que façamos algo pelo próximo. Nós é que sempre adiamos isso.


Rudymara.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

ESPIRITEIROS OU PAPA PASSES

 
 
Explica Richard Simonetti: "Espiriteiro é uma palavra nova que não se encontra no dicionário. Ela define as pessoas que se ligam ao Centro Espírita, mas são desligadas das finalidades do Espiritismo.Espiriteiro é o “PAPA PASSES”, que comparece às reuniões apenas para receber sua “hóstia” depuradora, representada pela transfusão magnética. Frequentador assíduo de “consultórios do Além”, grupos mediúnicos que se formam apenas para receber favores espirituais, não consegue compreender que o Espiritismo não é mero salva-vidas para acidentes existenciais nascidos de sua própria invigilância."
Vivemos dando desculpas para estudar as obras básicas, não queremos compromisso que imponha disciplinas de horário e assiduidade, alegamos absoluta falta de tempo, mas quando acontece um problema em nossa vida, seja financeiro, emocional, de saúde, etc., arrumamos tempo para buscar "passe", para corrermos atrás de "curas espirituais" ou "cartas consoladoras", nem se for em outra cidade.
Espiritismo, não é apenas mediunismo. É estudo, vivência cristã, para nos levar à evolução. “Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelo esforços que faz para domar suas más inclinações.”
A doutrina esclarece que não retira problemas e dores do nosso caminho. Explica-nos o porquê das coisas e ensina-nos: como podemos melhorar a nós mesmo para gerarmos efeitos felizes; como prevenir e resolver problemas espirituais, desde que empreguemos vontade e esforço no sentido do Bem; ou ainda, como superar aquilo que, por ora, não pode ser mudado porque nos serve de expiação ou de prova. Como disse Bezerra de Menezes: “O estudo da Doutrina faz adeptos conscientes para a Causa. Quem se aprofunda no conhecimento da Verdade solidifica a fé.” Quem procurar o Espiritismo somente para obter cura imediata de seus males físicos e espirituais, ou para resolver de pronto seus problemas materiais, poderá ficar decepcionado.
Porque somente se realiza o que estiver dentro das leis divinas. E o Espiritismo não tem por finalidade principal a realização de fenômenos, mas, sim, o progresso moral da humanidade. Devemos socorrer os que não são espíritas que nos procuram, mas nós espíritas temos obrigação de orientá-los e ajudá-los a serem melhores também, sem querer impor a religião a eles, sem querer atraí-los com fenômenos e modismos que não condizem com os ensinamentos dos espíritos e compilados por Kardec.
Espíritas, não deixemos desviar a finalidade do Espiritismo. Lutemos pela fidelidade de seus ensinamentos. Unamo-nos e busquemos nos instruir. Espiritismo é sinônimo de trabalho: "trabalho em prol do próximo através da caridade e trabalho em prol de si mesmo através da reforma íntima."

 

Compilação de Rudymara
 
 


 

sábado, 17 de outubro de 2015

FINALIDADE DA VIDA

 
 
Não estamos aqui neste mundo apenas para TER coisas, mas para utilizarmos as coisas que Deus nos empresta (corpo físico, casa, carro, dinheiro, etc) para buscarmos SER alguém melhor. Afinal, o que é nosso é apenas o que levaremos desse mundo, ou seja, tudo que acumularmos na alma: a inteligência, os conhecimentos e as qualidades morais. Então, devemos tentar ser hoje melhor do que fomos ontem e ser amanhã melhor que estamos sendo hoje. Esta é a finalidade da vida.
 
 
Rudymara
 
 
 
 

TRABALHADORES NA SEARA CRISTÃ

 
Jesus ajuda as criaturas através de outras criaturas, ou seja, as pessoas fazem pedidos de ajuda a Ele, mas Ele não vem nos ajudar de maneira direta, Sua ajuda virá através de pessoas que se dedicam a fazer o Bem. Ele buscará estas pessoas que, não são ociosas, intuindo-as a ir ao encontro dos sofredores. Se não houvessem estes homens e mulheres de boa vontade, Jesus não conseguiria ajudar ninguém, seria como se Ele nunca tivesse descido da cruz. Sejamos um desses trabalhadores da Seara Cristã.
 

Rudymara

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

NÓS TEMOS FÉ OU INTERESSE?

 
Muitas pessoas dizem ter FÉ. Enquanto tudo está bem em sua vida dizem ser gratas por tudo que Deus e Jesus lhes proporcionam. Mas, basta um problema financeiro, desemprego, crise familiar, desencarnação de um ente querido para questionarem a Justiça e Bondade de Deus ou Jesus. Deixam até de freqüentar a casa religiosa. Há quem procure a porta falsa de saída dos problemas que se chama SUICÍDIO. Há quem busque esquecer os problemas fazendo uso de bebidas alcoólicas e outras drogas, entram em depressão, etc. Por que isso acontece? Porque não tinham fé, mas interesse em Deus e em Jesus. Quem tem fé tem força, resignação, coragem para enfrentar qualquer problema que aparecer. Sabe que Deus e Jesus não nos abandona e que nada é por acaso. Podemos ficar tristes, chateados, mas nunca desesperados ou desencantados achando que nada irá dar certo, que não somos merecedores daquele sofrimento ou que Deus e Jesus nos abandonaram. Embora seja um sentimento normal para quem mora num mundo de provas e expiações, é sempre bom analisarmos nossos sentimentos para que nos esforcemos para melhorá-los.
Então, nos perguntemos: NÓS TEMOS FÉ OU INTERESSE?

Rudymara
 
 
 
 

 

domingo, 11 de outubro de 2015

JESUS QUER MISERICÓRIDIA OU SACRIFÍCIO?

 
 
Jesus disse: “MISERICÓRDIA É QUE EU QUERO, E NÃO SACRIFÍFIO.”
 
Essa é a compreensão que deveríamos ter como cristãos.
* De que adianta privar-se de comer e não repartir o alimento com o faminto?
* Caminhar quilômetros sofrendo com calor, fome, cansaço, calos nos pés, etc., e dizer que não tem tempo para visitar os pais, a família, um doente, uma instituição de caridade?
* Pagar o dízimo, mas não pagar um pão a um necessitado.
Jesus não quer que sacrifiquemos o corpo e sim a alma. Como? Abrandando o coração, modificando nossas atitudes para melhor; eliminando ódios, rancores, vinganças, preconceitos, explorações, vícios, etc. Porque o grande ensinamento de Jesus foi o AMOR. Então, se amarmos realmente a nós mesmos, não permitiremos a autoagressão através dos vícios, morais ou físicos. Se nos amarmos, buscaremos a educação moral e intelectual; Se amarmos nosso semelhante, nunca nos permitiremos a desonestidade, a raiva, a inveja, a agressão e, muito menos, a indiferença. Se amarmos Jesus, buscaremos a luz dentro de nós mesmos, compreendendo que viver é aprender a servir para o bem. É entender que Ele quer que tenhamos MISERICÓRDIA de nós mesmos e do próximo e não SACRIFÍCIO CORPORAL ou FÍSICO.
Lembrando que, não somos contra quem pensa e age de maneira diferente de nós espíritas. Mas, colocamos aqui o nosso modo de pensar e agir sem querer obrigar ninguém a aceitar ou pensar igual.

Rudymara
 
 
 

 

MENSAGEM DA CRIANÇA



Dizes que sou o futuro. Não me desampares o presente.
Dizes que sou a esperança da paz. Não me induzas à guerra.
Dizes que sou a promessa do bem. Não me confies ao mal.
Dizes que sou a luz dos teus olhos.
Não me abandones às trevas.
Não espero somente o teu pão.
Dá-me luz e entendimento.
Não desejo tão só a festa de teu carinho.
Suplico-te amor com que me eduques.
Não te rogo apenas brinquedos.
Peço-te bons exemplos e boas palavras.
Não sou simples ornamento de teu caminho.
Sou alguém que bate à porta em nome de Deus.
Ensina-me o trabalho e a humildade, o devotamento e o perdão.
Compadece-te de mim e orienta-me para o que seja bom e justo...
Ajuda-me hoje para que amanhã eu não te faça chorar.



Psicografia: Francisco Cândido Xavier.
Da obra: Antologia da criança.
Ditado pelo Espírito Meimei.




AMAR COMO O CRISTO AMOU

 
 
FÉ SEM OBRA É MORTA, OU SEJA, FREQUENTAR UMA CASA RELIGIOSA E NÃO SE ESFORÇAR PARA SEGUIR OS ENSINAMENTOS DO CRISTO É PERDA DE TEMPO. O TEMPO PASSA E AS PESSOAS CONTINUAM AS MESMAS.
 
 
Rudymara
 
 
 

A CRISE MORAL

 
QUANDO A "CRISE MORAL" ACABAR, NÃO HAVERÁ MAIS CORRUPÇÃO, ENGANAÇÃO, TRAPAÇA, MALTRATOS, GUERRAS, EXPLORAÇÕES E TUDO O QUE, CUJA CAUSA, É DA FALTA DE MORAL DO SER HUMANO, DENTRO E FORA DO MEIO POLÍTICO.
 
 
Rudymara

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

APRENDER A DIZER “NÃO”

                            
Contam as tradições populares da Índia que existia uma serpente venenosa em certo campo. Ninguém se aventurava a passar por lá, com medo de receber um bote. Mas um dia, um santo homem, a serviço de Deus, passou pela região, mais confiado no Senhor que em si mesmo. A serpente o atacou, desrespeitosa. Ele dominou-a, porém, com o olhar sereno, e falou: “MINHA FILHA, É DA LEI DIVINA QUE NÃO FAÇAMOS MAL A NINGUÉM.” A víbora recolheu-se, envergonhada. O sábio continuou o seu caminho e a serpente modificou-se completamente. Procurou os lugares habitados pelo homem, como desejosa de reparar os antigos crimes. Mostrou-se integralmente pacífica, mas, desde então, começaram a abusar dela. Quando perceberam a submissão absoluta da serpente, homens, mulheres e crianças davam-lhe pedradas. A infeliz recolheu-se à toca, desalentada. Vivia aflita, medrosa, desanimada. Eis, porém, que o santo homem voltou pelo mesmo caminho e resolveu visitá-la. Ele espantou-se, observando tamanha ruína. A serpente contou-lhe, então, a história amargurada. Desejava ser boa, afável e carinhosa, mas as criaturas perseguiam-na e apedrejavam-na. O sábio pensou, pensou e respondeu após ouvi-la: “MAS, MINHA IRMÃ, HOUVE ENGANO DE TUA PARTE. ACONSELHEI-TE A NÃO MORDERES NINGUÉM, A NÃO PRATICARES O ASSASSÍNIO E A PERSEGUIÇÃO, MAS NÃO TE DISSE QUE EVITASSES DE ASSUSTAR OS MAUS. NÃO ATAQUES AS CRIATURAS DE DEUS, NOSSAS IRMÃS NO MESMO CAMINHO DA VIDA, MAS DEFENDE A TUA COOPERAÇÃO NA OBRA DO SENHOR. NÃO MORDAS, NEM FIRAS, MAS É PRECISO MANTER O PERVERSO A DISTÂNCIA, MOSTRANDO-LHE OS TEUS DENTES E EMITINDO OS TEUS SILVOS.”

 
Observação de Rudymara: Esta lenda está no livro Os Mensageiros, escrito por André Luiz, psicografado por Chico Xavier. Ela deixa claro que, devemos ser bom, tolerante, manso e pacífico, mas quando convivemos com “cobras”, que nos atacam, maltratam, ofendem, que são grosseiros, hostis, não devemos justificar nossa submissão dizendo que devemos ter paciência, tolerância e relevar. Estamos perdendo a oportunidade de ajudar o agressor a enxergar sua agressividade, sua falta de amor ao próximo, seu orgulho e egoísmo acentuado. Como fazemos isso? Mostrando nossos dentes, sem ferir, sem ofender, mas aprendendo a falar “não” na hora certa. Eu “não” quero ser tratada assim; eu “não” quero ser humilhada; eu “não” vou admitir sua grosseria; eu “não” vou fazer o que você quer porque você não faz o que eu quero; eu “não” vou com você porque você não vai comigo; etc.
 

Por que, neste mundo, a influência dos maus geralmente sobrepuja a dos bons?

Por fraqueza dos bons. Os maus são intrigantes e audaciosos; os bons são tímidos. Quando estes o quiserem, haverão de preponderar.             

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

EVANGELIZE SEU FILHO(A)

 
 
Você costuma falar de Deus e de Jesus aos seus filhos? Explica a eles o que Eles esperam deles e de nós? Nossos filhos são crianças hoje, mas serão os adultos de amanhã. Prepare-os para serem cidadãos do bem. Eles serão os futuros: políticos, professores, engenheiros, vendedores, bancários, secretárias, pais, mães, etc. Este é o melhor presente que podemos dar a eles. Brinquedos quebram, enjoam e são substituídos, mas os ensinamentos são para a vida eterna.
 

Rudymara

NANISMO NA VISÃO ESPÍRITA

 
 
(...) Ele (Chico Xavier) afirmou que a pessoa encarna sob essa condição, basicamente por duas razões: a PRIMEIRA delas, a mais frequente, porque praticou o suicídio em outra existência e a SEGUNDA por ter abusado da beleza física, causando a infelicidade de outras pessoas.
O nanismo está particularmente ligado ao suicídio por precipitação de grandes alturas. O anão revoltado, segundo explicou-nos Chico, em geral é o suicida de outra existência que não se conforma de não ter morrido, porque constatou que a vida é uma fatalidade e, mesmo desejando, não conseguiu extingui-la.
Chico afirmou que o corpo espiritual sofre, com esse tipo de morte, lesões que vão interferir no próximo corpo, prejudicando particularmente a produção de hormônios, daí a formação do corpo anão, e as diversas formas de nanismo, mais ou menos graves, segundo o comprometimento do espírito.
Ele disse ainda que conhece mães e pais maravilhosos que têm aceitado a prova com coragem e amparado os filhos livro lições de sabedoria anões com muito carinho e dedicação. Reconhece que a explicação espírita através da lei de causa e efeito e das encarnações sucessivas contribui bastante para a resignação perante a prova. Suas palavras são de estímulo e encorajamento aos pais e portadores de nanismo para que não se revoltem e aceitem essa estágio na Terra como um valioso aprendizado para o espírito imortal.


Fonte: Livro, Lições de Sabedoria: Chico Xavier nos 22 anos da Folha Espírita - Marlene Rossi Severino Nobre.
Publicado na coluna da Liga Espírita Pelotense no dia 17 de Fevereiro de 2013 – JORNAL DIÁRIO DA MANHÃ.