quinta-feira, 24 de setembro de 2015

DEIXEM QUE VENHAM A MIM AS CRIANCINHAS

“DEIXEM QUE VENHAM A MIM AS CRIANCINHAS, NÃO AS IMPEÇAM, POIS O REINO DOS CÉUS É PARA AQUELES QUE SE ASSEMELHAM A ELAS. EM VERDADE DIGO A VOCÊS: "TODO AQUELE QUE NÃO TIVER A HUMILDADE E PUREZA DE UMA CRIANÇA NÃO ENTRARÁ NO REINO DOS CÉUS...." - Jesus
 
 
Jesus usou a criança como símbolo de pureza de coração porque esta fase é a fase onde o Espírito não manifesta suas tendências do passado, principalmente as más. Este período torna-o acessível aos conselhos daqueles que devem ajudá-lo a progredir. É quando se pode melhorar o seu caráter reprimindo as más tendências e salientando as boas. Então, Jesus usou esta fase como sendo a ideal para que todos nós, Espíritos que somos, nos comportemos como na infância, ou seja, com humildade, sem ódio, rancor, fácil de perdoar, sem preconceito, sem maldade, sem ambição, sem sentimentos inferiores que nos fazem retardar a evolução e mais acessíveis aos ensinamentos Dele. Quem conseguir conquistará o Reino dos Céus. Mas, onde fica este Reino? Como afirmou Jesus: “O reino está dentro de nós.” Então, não é um local geográfico, é um estado de espírito. Nos sentiremos no Céu ou no Inferno dependendo do que levarmos, como sentimento, dentro de nós.
 

Rudymara
 
 
 

 

"TUDO QUANTO, POIS, QUEREIS QUE OS HOMENS VOS FAÇAM, ASSIM FAZEI-O VÓS TAMBÉM A ELES....." - Jesus

 
 
Esta recomendação é antiga, mas poucos seguem.
Se seguíssemos, o mundo estaria melhor.
Se antes de tomarmos uma atitude nos colocássemos no lugar do próximo, veríamos que evitaríamos muita coisa, exemplo:
não prejudicaríamos as pessoas, não fofocaríamos, não julgaríamos, não enganaríamos, não roubaríamos, não tentaríamos levar vantagem em algo que prejudicasse alguém, devolveríamos o que nos emprestam, perdoaríamos, não adulteraríamos, pagaríamos o que devemos, não seríamos preconceituosos, não humilharíamos ninguém, pensaríamos antes de falar, não magoaríamos, não compraríamos objeto suspeito de roubo, não ficaríamos com o troco que nos deram a mais, etc etc etc. É só pensar antes de falar ou agir: "SE EU ESTIVESSE NO LUGAR DE TAL PESSOA, SERÁ QUE EU IRIA GOSTAR QUE ELA FIZESSE ISSO COMIGO?" Esta regra é essencial para começarmos a fazer a tão falada reforma íntima.

Rudymara
 
 
 

 

domingo, 13 de setembro de 2015

PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO NÃO SÃO SENTIMENTOS CRISTÃOS

 
 
Jesus não discriminou ninguém:
* Visitou a casa de um cobrador de impostos;
* Protegeu a adultera de ser apedrejada;
* Aproximou-se e curou os leprosos que eram excluídos;
* Escolheu doze apóstolos, sabendo que nenhum era anjo, todos tinham fraquezas morais.
Então, será que Jesus discriminaria os homossexuais, o negro, o índio, o nordestino, etc.?
Achar-se superior ao próximo é sinal que ainda estamos em grau inferior de evolução.
Nem Jesus achava-se superior aos outros. Quando o chamaram de “BOM HOMEM” ele disse:
- Porque me chamas de “BOM”? BOM só Deus é.
Cristãos, aprendamos com Ele a ter humildade. Afinal, Ele não é o guia e modelo que devemos seguir?


 

Rudymara
 
 
 

 

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

PRECISAMOS VIVER JESUS

 
 
PENDURÁ-LO NO PESCOÇO, NA PAREDE, NO PEITO EM CAMISETAS, TATUAGENS É FÁCIL.....FAZER O QUE ELE PEDE É QUE ESTÁ DIFÍCIL.
 
 
Rudymara
 
 
 
 

domingo, 6 de setembro de 2015

ALLAN KARDEC E O PASSE


ALLAN KARDEC, NA CODIFICAÇÃO, MENCIONA O PASSE E SUAS TÉCNICAS?

Sabemos que Allan Kardec, antes de tornar-se espírita, foi um excelente magnetizador e, mesmo após a divulgação da Doutrina, continuou aplicando energia curativa nos pacientes, o que motivou acreditar-se que ele houvesse sido médico.
Os fatores indispensáveis para o êxito do passe dizem respeito aos valores morais do agente, particularmente da quantidade de energia de que pode dispor e do sentimento de amor direcionado em favor do paciente. As técnicas, em conseqüência, são muito variadas, a dependerem das opiniões de diferentes estudiosos e terapeutas especializados.
Preferimos, no entanto, a mais simples, a fim de que a preocupação com a forma, não se transforme em impedimento para com a qualidade do recurso. Jesus, em razão as Sua superioridade moral e espiritual, bastava desejar que o paciente se recuperasse e o fenômeno se dava mui facilmente. No entanto, Ele quase sempre, preferiu o toque, com resultados incontestáveis e imediatos.


Divaldo Franco
Livro: Entrevistas e Lições
 
 
 

sábado, 5 de setembro de 2015

CHEGA DE GUERRA!


A guerra civil na Síria dura mais de dois anos e meio e deixou mais de dois milhões de refugiados, segundo a ONU. O número de mortos no conflito passa de 100 mil.
Relatório das Nações Unidos classifica a guerra síria de "grande tragédia do século 21".

Aylan tinha três anos e desencarnou afogado ao acompanhar sua família em uma tentativa de fuga da guerra. Assim como ele, sua mãe e seu irmão mais velho também pereceram no mar Mediterrâneo. Apenas o pai de Kurdi, Abdullah, sobreviveu à tentativa. A intenção da família era chegar à Grécia e, dali, seguir para a possibilidade de uma nova vida no Canadá.
Tem pessoas recriminando a postagem da foto do menino Aylan Kurdy. Reclamam que há tanta gente sofrendo no mundo e ninguém se importa ou dá destaque no noticiário como este caso.
O que posso dizer é que, sabemos das dores e aflições do mundo, mas a dor do momento é o sofrimento da Síria. Quanto tempo acontece esta guerra e só com esta imagem os olhos do mundo se voltaram para lá. Olhemos a foto do corpo desta criança na praia, e repensemos sobre o assunto GUERRA. Questionemos como e por que começou. É um momento de agitar de consciências nesta fase de transição planetária para observarmos que os grandes causadores delas são o EGOÍSMO e a GANÂNCIA. Eles causam tantas outras guerras como: dentro dos lares, do trabalho, nas vias públicas, no tráfico de drogas, contra os índios, os nordestinos, etc. Então, repensemos  a guerra e modifiquemos nossas atitudes "para melhor".




Rudymara
 
 


 

É PRECISO SABER SOFRER PARA RESGATARMOS NOSSO DÉBITO

 
Não é o fato de estarmos sofrendo que diz que já resgatamos. O que diz se já resgatamos ou não é o modo como estamos sofrendo. Há criaturas que sofrem revoltadas, biliosas, de mal com Deus, aborrecidas com a vida e quem passa pelo seu caminho é alvo de seu fígado estragado. Lógico que esta pessoa não dará conta do processo expiatório. Como está no O Evangelho segundo o Espiritismo: "Quando o Cristo disse: “Bem-aventurados os aflitos, porque deles é o Reino dos Céus”, não se referia aos sofredores em geral, porque todos os que estão neste mundo sofrem, quer estejam num trono ou na miséria, mas ah!, poucos sofrem bem, poucos compreendem que somente as provas bem suportadas podem conduzir ao Reino de Deus...”


J. Raul Teixeira e O Evangelho segundo o Espiritismo

O QUE LEVA O HOMEM À GUERRA?


CHICO XAVIER, COMO É QUE O MUNDO ESPIRITUAL ENCARA A SITUAÇÃO DOS AVARENTOS NA TERRA?

 
Os avarentos, os sovinas, realmente são espíritos doentes. ...
Emmanuel costuma dizer: A criatura que amontoa, amontoa e amontoa os recursos materiais, sem nenhum proveito:
No trabalho,
Na educação,
Na beneficência,
No socorro em favor dos semelhantes,
Está sem sombra de dúvida muito desequilibrada.
Quem assim procede está doente e, de certo, na próxima reencarnação, enfrentará o resultado desse desvio da realidade...
 

Anuário Espírita 1969.

 

Observação de Rudymara: Os bens materiais que possuimos nesta vida são empréstimos de Deus. Não são nossos. Se fosse nosso levaríamos conosco após a desencarnação. Somos apenas administradores deste bem. Então, um dia prestaremos contas de como o usamos.

 
 
 

QUANDO A GUERRA DESAPARECERÁ DA FACE DA TERRA?


sexta-feira, 4 de setembro de 2015

INFÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA

 
A reencarnação tem início no momento da fecundação e somente se conclui entre 5 e 7 anos de idade. Antes, o Espírito se vai impregnando na matéria, vai dominando-a até atingir a adolescência, após o que estará totalmente reencarnado, e passa a controlar o corpo. Neste período se dá a reencarnação total. É um ciclo longo, lento e sutil. O processo de interpenetração molecular não se dá com rapidez, e sim, paulatinamente. O Espírito pode trazer no inconsciente a lembrança da sua encarnação passada, e que, pode explodir na sua memória atual, como flashes do passado. E, após a conclusão da reencarnação, tais flashes se apagam.
O Espírito que anima o corpo de uma criança pode ser mais desenvolvida do que o de um adulto.
O Espírito que está no corpo infantil pode ser velho e o Espírito que está no corpo velho pode ser novo, inexperiente, irresponsável. Daí, não é a idade fisiológica, mas a idade espiritual, a maturidade.
Claro que, o Espírito desenvolverá esta inteligência gradualmente, com o desenvolvimento dos órgãos.
O Espírito necessita passar pelo estado de infância, com o objetivo de se aperfeiçoar, porque durante esse período, é mais fácil assimilar a educação que recebe, e que poderão lhe auxiliar o adiantamento, e os que devem contribuir para esta educação e consequentemente, para seu adiantamento, são os incumbidos de educá-lo.
As crianças são seres que Deus manda para novas existências.
Nós não conhecemos o que a inocência das crianças oculta (esconde).
Para que não possam mostrar excessiva severidade, elas recebem todos os aspectos da inocência.
Essa inocência não constitui o que realmente eram antes.
É a imagem do que deveriam ser, e não o que são.
As más inclinações é coberta com a capa da inconsciência.
O amor dos pais se enfraqueceria diante de um caráter áspero e intratável do Espírito encarnado.
Quando os filhos não precisam da proteção e assistência que os pais dispensam durante 15 ou 20 anos (adolescência), surge o caráter real e individual em toda a nudez. Conservam-se bons, se eram bons.
Dentro dos lares, possivelmente, nascem crianças cujos Espíritos vem de mundos onde contraíram hábitos diferentes dos nossos, trazendo paixões diversas das que nutrimos, inclinações, gostos, inteiramente opostos aos nossos. Por isso, nessa fase é que poderemos reformar os caracteres e reprimir os maus pendores.
Esse é o dever que Deus impôs aos pais, missão sagrada de que terão de dar contas.
Assim, portanto, a infância não é só útil, necessária, indispensável, mas também conseqüência natural das leis que Deus estabeleceu e que regem o Universo.
 
 
Compilação de Rudymara baseado no livro: O Livro dos Espíritos, questões 379 á 385 



 

terça-feira, 1 de setembro de 2015

PODEMOS FUGIR DA LEI DOS HOMENS, MAS NÃO DA LEI DIVINA

 
Um homem, ignorante ainda das leis divinas, caminhava ao longo de um enorme pomar, conduzindo uma criança de 6 anos.
Eram Antoninho e seu tio, em passeio na vizinhança, perto da casa em que residiam.
Contemplavam com água na boca, as laranjas maduras do pomar do vizinho.
A certa altura da estrada, o velho colocou uma sacola sobre a grama verde, e começou a enchê-las com frutos que descansavam em grandes caixas abertas, e ao mesmo tempo, lançava olhares medrosos em todas as direções. Preocupado com o que via, Antoninho dirigiu-se ao tio e indagou:
- Que está fazendo titio?

Colocando o indicador sobre os lábios, disse:
- Psiu! . . . Psiu! . . . Aproveitemos agora, enquanto ninguém nos vê, e apanhemos algumas laranjas às escondidas.

O menino, muito admirado, apontou com um dos pequenos dedos para o céu e exclamou:
- Mas, o senhor não sabe que Deus nos está vendo?

Muito espantado, o velho empalideceu e voltou a recolocar os frutos na caixa, de onde os havia retirado, murmurando:
- Obrigado, meu Deus, por haveres despertado a minha consciência, pelos lábios de uma criança.
 
(PRESENÇA DIVINA - Meimei / Chico Xavier)
 


 
Observação de Rudymara: Portanto, se alguém consegue roubar, enganar, trair, mentir, lesar, etc. seu próximo ou seu distante, sem ser punido perante a lei dos homens, deve lembrar-se de olhar para o Alto, onde a lei é de verdadeira justiça, e cuja fuga é impossível.
Se não ressarcirmos o erro nesta vida, certamente ressarciremos na outra. Como disse Jesus: "A cada um segundo suas obras", ou seja, cada um receberá segundo o que tenha realizado em sua vida, seja algo bom ou ruim.