quinta-feira, 30 de abril de 2015

QUEM SE SUICIDA NÃO TEM PERDÃO?


 
Uma pessoa nos procurou dizendo que o sacerdote de sua religião disse que não adiantaria, ela e a família, orarem pelo familiar que cometeu suicídio. Disse que Deus não perdoa quem tira a própria vida.
Isto é, no mínimo, CRUEL!
Se Jesus pediu a nós, espíritos ainda atrasados, cheios de falhas e vícios, que aprendêssemos a PERDOAR SEMPRE, como Deus, um ser infinitamente bom e justo NÃO PERDOA?
Amigos(as), são estes que precisam de nossas preces.
Eles sofrem por um tempo no plano espiritual com o remorso e depois se prepararão para retornar. Uma nova encarnação é a chance que Deus dá para que eles reparem o ato impensado. Esta chance chama-se PERDÃO.
Disse Emmanuel: "A concessão paternal de Deus, no que se refere à reencarnação para a sagrada oportunidade de uma nova experiência, já significa, em si, o perdão ou a magnanimidade da Lei."
Até os pais da Terra, que são infinitamente inferior a Deus, perdoa, imaginemos o Pai de amor e bondade.
Oremos pelos suicidas e pelos sacerdotes que ainda não compreenderam o AMOR de Deus e de Jesus. Que ao invés de consolar deixam pessoas com mais aflição.
 

Rudymara
 
 
 

 

terça-feira, 28 de abril de 2015

SER CRISTÃO E VIVER O CRISTIANISMO

 
 
Quem se lembra dos dois frequentadores do templo religioso da parábola "O Bom Samaritano"? Eles andavam pela estrada e viram um homem ferido e desmaiado mas passaram reto, nem sentiram compaixão ou piedade. Um deles era sacerdote e o outro fazia a parte artística do templo, ambos conheciam as leis de Moisés que se encontram na Torá judaica, mas eles não tiveram religiosidade. Jesus quis mostrar nesta parábola que, não adianta decorar a Bíblia, as obras básicas de Kardec se não buscarmos entender e viver o que elas pedem. Porque é assim que acontece com muitos de nós. Há muitos frequentadores de casas e templos religiosos sem religiosidade nas suas atitudes. Há quem vá no templo apenas com interesse de pedir coisas à Deus, Jesus e outros, sem se dar conta que estes também estão fazendo pedidos a eles a séculos e/ou milênios.
Chega de FÉ SEM OBRAS.

Estamos numa transição planetária onde precisamos nos unir para a causa planetária. Muitos, infelizmente, ainda não entenderam isso, ou não querem entender.
Vejamos o que disse Padre Vítor: “Os templos, as igrejas e centros espíritas estão lotados, mas poucos, muito poucos, compreendem e praticam o que se estuda e se ouve, enquanto fora dos círculos religiosos encontramos muitas almas que praticam a reforma íntima trabalhando anonimamente pelo bem e pela caridade.”

Pensemos no assunto!



Rudymara
 
 
 


 

sábado, 18 de abril de 2015

EU AMO SER ESPÍRITA

 
 
 
Esta religião me explicou quem sou, de onde vim, para onde vou e o que estou fazendo neste planeta.
Ela ensinou que preciso olhar para dentro de mim, me compreender para poder compreender o próximo. Pois, se eu tenho meus conflitos, falhas, erros, dificuldades, defeitos, com certeza, todos que convivem comigo neste mundo, também tem. Estamos todos na luta, numa guerra interior, brigando conosco mesmo para corrigir estas falhas.
Ensinou que livre arbítrio não é propriedade minha, mas de todos, por isso devo respeitar quando alguém pensa e age diferente de mim. Não tenho o direito de impor nada a ela. E quando uso mau este livre arbítrio haverá uma consequência que terei de reparar nesta ou na outra encarnação. O plantio é livre mas a colheita obrigatória.
Que tenho direitos, mas tenho também obrigações e que meu direito acaba quando começa o do próximo.
Que todas as religiões são boas e, consequentemente, devo respeitá-las porque gosto que respeitem a minha.
Que a salvação não depende de religião, mas da prática da caridade conosco e com o próximo.
Que o próximo é qualquer pessoa que convive conosco neste planeta, seja ele de outra religião, de outra raça, heterossexual ou homossexual, rico ou pobre, palmeirense, são paulino, corintiano, etc., enfim, devemos ajudar e conviver bem, respeitando, sem preconceito.
Que caridade não é só a esmola, mas também a tolerância, a paciência, o abraço amigo, a mensagem consoladora, a visita ao doente, uma prece, etc etc etc.
Que ser cristão vai além de cultos externos, de rótulo religioso, de declarações de amor vazias sem a prática dos ensinamentos do Cristo, enfim, que a fé sem obras é morta.
Ensinou que o Jesus do espírita não é visto apenas com interesse de pedir, mas de ensinar e que serve de guia e modelo a ser seguido.
Com esta compreensão, de saber que cada um está num grau de evolução, que todos temos um passado reencarnatório que está presente nesta encarnação, que estamos resgatando, reparando erros, que convivemos na família com afetos e desafetos para aprendermos a amar, para nos reconciliarmos e perdoarmos, me alivia e dá forças para seguir em frente buscando ser hoje melhor do que ontem e tentar ser amanhã melhor do que fui hoje.
Por isso, neste dia 18 de abril, dia nacional do Espiritismo, deixo minha declaração de amor e eterna gratidão.
 
Texto de Rudymara

 

 

 



 

sexta-feira, 17 de abril de 2015

O PASSE ESPÍRITA PODE CURAR?

 
 
Sim. Quando ministrado e recebido com fé, o passe é capaz de produzir verdadeiros prodígios. Quando Jesus curava dizia: "A tua fé te curou", porque a pessoa estava receptiva para o fluido que Ele estava doando. Então, o passe têm como objetivo o reequilíbrio do corpo físico e espiritual. Mas é preciso esclarecer que a cura não acontece em todos os casos. Ás vezes, o bem do doente está em continuar sofrendo. Por isso devemos explicar, segundo a visão espírita, porque ficamos doentes, porque uns conseguem curar-se e outros não, etc. Para que os que não alcançarem a cura, não saiam decepcionados achando que o Espiritismo é uma religião de charlatães. Os Centros Espíritas precisam, ao lado do passe, propiciar os meios para que frequentadores conheçam a doutrina e se exercitem num trabalho íntimo de evangelização, para a conquista da saúde definitiva. Onde está a saúde definitiva? Na alma.
No Cap. 21, do livro "Entre a Terra e o Céu" diz: "Um dia, o homem ensinará ao homem, consoante (junto) as instruções do Divino Médico, que a cura de todos os males reside nele próprio. A percentagem quase total das enfermidades humanas guarda origem no psiquismo. Orgulho, vaidade, tirania, egoísmo, preguiça e crueldade são vícios da mente, gerando perturbações e doenças em seus instrumentos de expressão."
 
Rudymara
 
 


 

quarta-feira, 15 de abril de 2015

RESGATES DOLOROSOS


 
 
Quando acontece um acidente de grande repercussão onde muitas pessoas desencarnam, muitos questionam: “Onde estava Deus?”
Eu respondo que:
-         Deus estava ausente na “atitude das pessoas”
Deus nos mandou as regras do bem viver, mas nós vivemos como se tudo isso fosse besteira e ultrapassado.
Buscamos Deus nos cultos nos dias e horas certas dentro das casas religiosas, mas fora dela, não fazemos a Sua vontade.
Deus nunca está ausente, nós é que nos afastamos Dele quando não colocamos em prática Seus ensinamentos.
Os espíritos disseram na questão 741 que, “muitos flagelos resultam da imprevidência do homem”.
Muitos de nós somos imprevidentes porque acreditamos que as tragédias só acontecessem com os outros. Muitos de nós só agimos com prudência por medo de levar multa, de ser preso ou ser punido de alguma forma e não por respeito à sua vida e a do próximo. Muitos de nós só passamos a fazer caridade e/ou ter mais precaução após uma tragédia, um prejuízo financeiro, um sofrimento ou dor.
Infelizmente, ainda somos muito egoístas, imediatistas e materialistas, por isso, num momento desses, queremos colocar a culpa em Deus. 
Também não podemos esquecer que, a maioria de nós tem algo a resgatar, porque somos devedores perante a lei de Deus. Salvo os casos onde o Espírito pede, antes de encarnar, uma prova difícil ou dolorosa. Exemplo: para adiantar sua evolução, para despertar familiares a observar sua fé e por tantos outros motivos. Mas a maioria são devedores, uns resgatam individualmente, outros coletivamente.
Sabemos que ninguém nasce para matar, roubar ou delinguir, apenas fazemos mau uso do livre arbítrio. Mas, quando uma pessoa está planejando algo que vai causar a desencarnação de muitas pessoas ao mesmo tempo, como fez Bin Laden, os espíritos amigos tentam barrar o plano. Quando não conseguem, eles aproveitam a situação e ajuntam para aquele local pessoas que precisam resgatar seus débitos. Assim como tentam afastar aqueles que não precisam resgatar ou que precisavam, mas com o bem que praticaram já quitaram seu débito. Porque, como sabemos, O AMOR COBRE MULTIDÃO DE PECADOS, ou seja, a caridade que praticarmos nos livrará de muitos débitos. 
E OS QUE DESENCARNAM ANTES DA HORA?
A Terra é um planeta de provas e expiações. O simples fato de aqui vivermos significa que somos Espíritos comprometidos com débitos que justificam qualquer tipo de sofrimento ou morte que venhamos a enfrentar, como contingência evolutiva, sem que tenha ocorrido um planejamento dos superiores celestes nesse particular. Se, por acaso, esta pessoa estava, como dizem, “no lugar errado na hora errada”, ele apenas adiantou o pagamento de algum débito.
Portanto, é momento de reflexão, de buscarmos o verdadeiro sentido da vida, de entendermos  que precisamos viver sabendo que somos imortais, que não existe somente este lado material ou que nascemos para apenas "curtir" a vida. Precisamos questionar: "O que Deus espera de nós?" O importante é modificarmos "para melhor" nossas atitudes em relação a nós mesmos a ao próximo, para amenizarmos nossos débitos do passado ou para não adquirirmos outros no futuro. Afinal, não sabemos quando seremos chamados a prestar contas.

 
 

Rudymara

 

segunda-feira, 13 de abril de 2015

CURA COM CORTE NÃO É PRÁTICA ESPÍRITA

 
 
ATENÇÃO.....Existem médiuns espíritas e médiuns que não são espíritas. Portanto, nem todo procedimento de um médium condiz com os ensinamentos dos Espíritos que se encontram nas obras básicas codificadas por Allan Kardec. Veja o que Marlene Nobre disse, certa vez, em uma entrevista: “Nos Centros Espíritas que verdadeiramente estudam Kardec as pessoas não tem o aparato das cirurgias espirituais, elas tem, com certeza, assistência gratuita de todos os serviços e a mesma cura, quando são “merecedoras” disso. Pelo que se tem visto, é preferível os trabalhos de FLUIDOTERAPIA (Passe e água fluidificada) dos centros espíritas. Quanto às cirurgias espirituais executadas com cortes e introdução de objetos, não são aceitas pela AME (Associação Médica Espírita), acredita-se que a intervenção (a cura) pode se dar sem esses objetos.”Então, precisamos deixar bem claro que, não somos contra quem faz, mas não é procedimento da doutrina espírita. E se alguma casa espírita está fazendo este tipo de cura, é porque está faltando estudo.

 

Rudymara
 
 
 

 

quarta-feira, 8 de abril de 2015

POR QUE SOFREMOS ?

 
 Primeiramente, porque moramos num planeta de Provas e Expiações, ou seja, num planeta onde encarnam espíritos comprometidos com a lei de Deus. Estes espíritos estão tendo a oportunidade de corrigir faltas que cometeram em uma vida anterior. Na família, por exemplo, geralmente, nos reencontramos com os desafetos do passado que voltam como pai, mãe, filhos, irmãos, etc. Por isso, nos afinizamos mais com uns do que com outros. É a oportunidade de fazermos as pazes. Assim acontece com as doenças. Elas nos mostram o quanto é necessário prevenir para não precisar cuidar dela. Se uns estão sofrendo é porque estão colhendo e se outros estão abusando colherão.

• Muitas vezes, sofremos por falta de cuidado nesta vida em que estamos agora. Por exemplo: quando não tomamos cuidado ao atravessar a rua, quando dirigimos sem respeito às leis de trânsito, quando transgredimos as leis dos homens, quando fazemos uso de drogas lícitas e ilícitas, quando usamos o sexo de maneira promíscua e contraímos doenças, quando abusamos da saúde, etc.

• Mas, há Espírito que pede para reencarnar com problemas, dores ou dificuldades para que lhe sirva como prova, para que ele evolua mais rapidamente ou para ajudar uma família, um grupo de pessoas, uma comunidade, etc. Por isso, não devemos julgar, mas ajudar sempre para aliviar um pouco a dor e sofrimento do próximo. Pois também precisamos que façam o mesmo por nós.

Por isso, muitos não conseguem cura na medicina dos homens e nem nas curas espirituais. Tudo tem um sentido que pode estar no passado reencarnatório daquela pessoa ou no presente. Ninguém sofre sem que haja um significado útil e necessário, senão Deus seria injusto. Por isso, devemos cuidar da saúde física e espiritual porque, tudo que fizermos hoje, colheremos amanhã. Este amanhã pode ser nesta vida ou em outra.

Lembremos também que, O AMOR COBRE MULTIDÃO DE ERROS, ou seja, todo bem que fizermos poderemos quitar débitos. Então, se trazemos um carma de ficar cego, por exemplo, com o bem que praticarmos, poderemos amenizar o débito e ficar apenas com um problema de visão. Então, muita cura é mérito, mas tb pode ser um chamamento para despertarmos nosso lado espiritual que está esquecido. Por isso, fiquemos atentos.
 

Rudymara



sábado, 4 de abril de 2015

PÁSCOA

 
 
Páscoa é uma palavra hebraica que significa "libertação".
Esta festa surgiu para comemorar a libertação do povo hebreu da escravidão do Egito, através de Moisés.
Assumida pelos cristãos (católicos), a Páscoa Cristã é para eles, a lembrança de que Deus liberta (salva) seu povo dos “pecados” (erros), através dos ensinamentos de Jesus Cristo.
A comemoração acontece na época em que se lembra a crucificação de Jesus. Começa, infelizmente, após o término do carnaval, onde muitos já transgrediram Seus ensinamentos e termina no domingo onde Ele ressurgiu dos "desencarnados" para mostrar que Ele continua vivo e aguardando que O sigamos para que esta “libertação” de erros e falhas e/ou "renovação" de atitudes aconteça o mais breve possível.

 

Rudymara
 
 

 

sexta-feira, 3 de abril de 2015

TODO DIA É SANTO


JESUS MORREU PARA NOS SALVAR?

 
 
 
A SALVAÇÃO É INDIVIDUAL E DEPENDE DO NOSSO COMPORTAMENTO. SÓ ESTAREMOS SALVOS (LIVRES) DOS ERROS, DAS FALHAS, SE SEGUIRMOS OS ENSINAMENTOS DE JESUS.
 
 
 
 
 
 

LAVA PÉS


QUEM CONDENOU JESUS A MORTE?


quarta-feira, 1 de abril de 2015

SÓ ATIRE A PRIMEIRA PEDRA QUEM NÃO ERRA


OS PEDROS DE HOJE


OS JUDAS DE HOJE


MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO



Mas, onde fica o Reino dos Céus?
Jesus respondeu: “Está dentro de vós.”
Então, entendemos que reino é onde reina (mora) os tesouros que a traça e a ferrugem não corrói e o ladrão não rouba: tolerância, paciência, humildade, perdão, benevolência, indulgência, etc. São eles que abrirão a porta de uma morada melhor no plano espiritual. Portanto, não basta frequentar uma RELIGIÃO, dizer que ama DEUS ou JESUS, para conquistar estes tesouros. Teremos que praticar o bem, ou seja, fazer a vontade de Deus, como disse Jesus.
Rudymara